Compartilhe!

Quando é preciso Liderar – e com sucesso!

Imagem ilustrativa.

Depois disso o Senhor designou outros setenta e dois e os enviou dois a dois, adiante dele, a todas as cidades e lugares para onde ele estava prestes a ir. E lhes disse: “A colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita. (Lucas 10:1-2)

No estágio inicial de liderança, o Senhor abre as portas para oportunidades de liderança práticas e reais. Surge um convite e alguém aceita ou entra para trabalhar num ministério. Outro começa um novo ministério ou igreja, tornando-se líder ou entrando no campo para o qual o Senhor o chamou.

O começo da liderança é marcado por aquela empolgação inicial. Existe a sensação de que – finalmente – aquilo que a pessoa sonhava tornou-se realidade. A unção do Senhor está sobre o líder. Aparece outro convite para que o líder assuma outro trabalho, vá como missionário para outro país ou pregue sua primeira mensagem como pastor. Esta empolgação é um misto de alegria, medo e incertezas do que está por vir. Quando estamos fazendo as coisas não percebemos no que e nem quem está ao nosso redor, e agimos como trator passando por cima de tudo e todos. Por que isso acontece?

Com certeza, no início da liderança a pessoa deseja ter sucesso. Ver o Mar Vermelho se abrir ou matar Golias é o tipo de sucesso e de vitória que o líder procura. Uma coisa assim certamente faz crescer sua confiança. Mas existem sucessos ainda maiores no início do ministério do líder e esse é o nosso grande desafio.

Descobrindo o Trabalho em Equipe

Tenho percebido que o líder pensa muita vezes que é seu o ministério, formando dele uma ilha e não repartindo com outras pessoas. Esse é um erro fatal. Devemos partilhar e incluir outras pessoas nesse processo, pois o que mata um líder é o isolamento ministerial.

Como resultado vi que liderança não tem nada a ver com construção de meu próprio império espiritual. Também não tem a ver com o tamanho do grupo que você lidera. Liderança é encontrar o nicho que Deus tem para você no seu Reino como um todo e então ajudar os outros a encontrar seus próprios nichos. É isso o que importa.

Uma das palavras que o Novo Testamento usa para “servo” é a mesma palavra usada para significar “remador” de um galeão. Aqueles remadores tinham que manter o ritmo para que o navio fosse à direção certa. Sua tarefa exigia trabalho em equipe. Este é um grande conceito a ser aplicado no Reino de Deus. Pense na sinergia, na força do trabalho de uma pessoa multiplicada pelo (esforço e dedicação da equipe) trabalho em equipe. Então multiplique tudo isso com o poder e o propósito de Deus.

Ação Prática para o Sucesso

Como envolver pessoas no ministério.

  • 1º Orar – Jesus nos ensina em Lucas 10:2 que “a colheita é grande, mas os trabalhadores são poucos. Portanto, peçam ao Senhor da colheita que mande trabalhadores para a sua colheita – Pedir é o caminho, em oração é como, esperar é fé, ação e resultado do crer, do como, da fé em AÇÃO.
  • 2º Ser Líder – Significa deixar de lado algumas atividades que você considera importante, e comece fazer outras atividades como; orar por sua equipe e com sua equipe – deixe que eles saibam e vejam que você estará orando por eles, isso os motivará a fazer o seu trabalho, seja um influenciador encorajador diante dos desafios que eles enfrentarão.
  • 3º Coordenar atividades com sua equipe extra seminários – Comunhão (comer juntos), retiros (saia do comum), viagens (passeios), vigílias (buscar a presença de Deus), jejuns (desafios, metas), culto (especial e testemunhal), reuniões de trabalho e ministração.
  • 4º O Facilitador – Ele é quem levanta facilitadores. Peça para ele mesmo convidar essas pessoas para as atividades do ministério, isso compromete e envolve sua equipe na multiplicação.
  • 5º Convite personalizado – Escreva carta aos facilitadores treinados para as reuniões, diga da importância deles no ministério, faça isso de punho, coloque no correio, personalize, coloque o nome, escreva palavras de benção e profetize em suas vidas.
  • 6º Divida funções – A partir da escolhe deles, deixe com que cada um escolha o que quer fazer, ajude-as a desenvolverem seus dons e talentos, caso perceba que aquilo não seja para ela, use da sabedoria para promover as pessoas a fazerem outras coisas.
  • 7º Honre e agradeça sua equipe em público – Elogio não faz mal a ninguém, tome cuidado com os exageros e repetições, seja criativo e amável. A BENÇÃO ABRE O CORAÇÃO.
  • 8º Transparência – Pessoas querem seguir pessoas transparentes, se faça conhecido de sua equipe, ministre, mas deixe ser ministrado também, abra seu coração com regularidade, fale de suas fraquezas e desafios, seus temores e vitorias, isso os motivará a apoia-lo ministerialmente, cuidado com exposição de outros lideres, como pastores ou quem esteja acima de você – seu papel é influenciar as pessoas a honrar e ser submisso as autoridades.

 

“Farei de você um grande povo, e o abençoarei. Tornarei famoso o seu nome, e você será uma bênção.
Gênesis 12:2

Próximo Ensino – Eficiência e Eficácia – marcas de um líder de sucesso. 
Esse é o caminho para crescimento de equipe ministerial, siga os passos e os resultados te seguirão.


 

 

 

 


CONHEÇA NOSSOS CURSOS