Todos querem uma igreja saudável, não é mesmo?

email mkt igreja saudavel (1)

Aliás, mais do que nós, DEUS quer que a sua Igreja seja saudável.

Segundo o IBGE, Entre 1984 e 2014, o número de divórcios cresceu de 30,8 mil para 341,1 mil pessoas.

Hoje, mais de 80% das igrejas sofrem com a má administração das finanças.

Segundo o IBGE, a taxa de desemprego do país cresceu para 8,5% na média do ano passado (2014) que foi de  6,8%, a maior  já medida pela Pnad contínua (Pesquisa Nacional por Amostras em Domicílio), iniciada em 2012.

Então, para que a liderança saiba em que áreas e de que maneiras pode agir para ajudar as famílias da igreja, a Universidade da Família (UDF) em parceria com a Sepal criou uma ferramenta chamada PESQUISA DA FAMILIA.

O objetivo da Pesquisa é oferecer um raio X da situação da igreja, ou seja, um diagnóstico da situação familiar dos membros da igreja.

Casamento, sexualidade, educação de filhos, finanças, saúde física e emocional, trabalho e carreira, igreja e espiritualidade são temáticas profundamente abordadas na pesquisa, além de uma seção para os dados pessoais do entrevistado e a composição de sua família.

Após a aplicação da Pesquisa, são gerados dois relatórios cujos resultados serão apresentados ao pastor em uma Análise geral e uma análise dos Indicadores de Risco. A primeira apresenta a Média Geral da Igreja, uma pontuação entre 0 e 10, relacionando os temas que foram abordados na Pesquisa. Já a Análise dos Indicadores de Risco mede a ocorrência de fatores potencialmente prejudiciais ao bem-estar familiar em quatro níveis: risco baixo, risco moderado, risco alto e risco muito alto.

Com esses resultados em mãos, a liderança poderá guiar a igreja à um planejamento de ações seguras e eficazes visando atender as necessidades de sua comunidade.

Se quiser saber mais da pesquisa, acesse o link da Pesquisa da Família ou entre em contato pelo telefone (14) 3405-8500, ou clique no botão abaixo.