Compartilhe!

Por que as mulheres têm medo de barata – As prioridades no casamento

“Assim devem os maridos amar as suas próprias mulheres, como a seus próprios corpos. Quem ama a sua mulher, ama-se a si mesmo. Porquenunca ninguém odiou a sua própria carne; antes a alimenta e sustenta, como também o Senhor à igreja”. Efésios 5:28-29 

Por André Nunes,  palestrante de casais e líder de ministério

Ah, se pudéssemos observar pelo menos este princípio em nosso casamento… como seríamos mais felizes ainda hoje!

Toda mulher é conquistada para um relacionamento de aliança, e o processo de conquista ocorre provavelmente de forma bem semelhante com a maioria. Seu candidato a marido começou a tratá-la diferente e depois melhor do que a todas as demais mulheres ao seu redor. Devia leva-la para sair, surpreendia com flores, chocolates ou presentes, protegia suas emoções quando ela estava triste e a tratava como se ela fosse frágil e valiosa.

Com muita atenção e enfoque, a mulher foi colocada na mais alta prioridade da vida do homem, não é mais ou menos assim?

Quando chega este momento, no ápice, a mulher já entregou todo o seu coração ao futuro marido, porque entendeu que ele irá tratá-la como uma mulher singular, valiosa, honrada, como a mulher de sua vida. Já os maridos querem dar os nossos sobrenome a elas, queremos prometer com uma aliança, honra-las, protege-las, sermos fieis em qualquer circunstância. Assim chegamos ao casamento.

E então acabamos parando com tudo isso. Por quê? Porquê paramos com a atitude de priorizar nossas esposas?

Se amamos nossas mulheres, amamos a nós mesmos, como diz no texto de Efésios. A realidade dos casamentos dos dias de hoje, destruídos por uma vida distante dos princípios de Deus, é que deixamos os princípios do casamento e principalmente o de priorizar nossas esposas!

Priorizamos nosso trabalho, nossas tarefas pessoais, nossos amigos, nossos familiares, priorizamos cumprir projetos, adquirir coisas e há quem até priorize os filhos. Casamento ainda é casamento, mesmo quando não temos filhos, a exemplo de Adão e Eva. Eles vieram somar à família e não tomar lugar no centro dela.

Existe uma só prioridade para todo homem casado: SUA ESPOSA.

Pense no pavor que toda mulher tem de barata. Elas morrem de medo de barata! E também de bolsa barata, sapato barato, sentimento barato, demonstrações de amor baratas! Tudo isso remete à mulher insegurança, falta de zelo, fragilidade, baixa estima. Lembre-se que devemos investir sem medo e com prioridade! “O verdadeiro amor lança fora todo medo’. Se fizermos isso, teremos uma esposa feliz ao nosso lado e que nos ajudará com todas as demais “outras coisas”, incluindo os filhos. Ela terá prazer em se dedicar a nós e as nossas necessidades, até porque, podemos ensinar aquelas que não sabem como fazer. Somos os líderes espirituais de nossas casas.

Precisamos alimentar o coração de nossas esposas e sustentá-las com tudo o que elas precisarem, simplesmente porque é assim que Cristo faz com sua igreja. Neste casamento, de Cristo com a igreja, não há divórcio, não existe divergências, não existe violência, não existe abandono, só existe amor e dedicação absoluta. No mesmo capitulo de Efésios 5 fala que Cristo santificou sua esposa para si mesmo, assumindo um papel de sacerdote. Também purificou pela lavagem da palavra, ou seja, ele ensinou sua esposa os princípios da Palavra de Seu Pai, para o casamento.

Tudo isso com o propósito de apresentá-la como uma esposa linda, sem rugas ou manchas, linda. Cristo não poupou recursos para esta tarefa – pelo contrário, ele se doou por inteiro. Assim também os maridos de Deus devem se comportar, imitando estes procedimentos de marido, como Cristo, de se comportar em Sua aliança de casamento.

Pense nisso! Extermine as baratas e o que você faz de “barato”. Leve seu casamento para uma nova fase de prazer e alegria no Senhor.

Deus te abençoe!

CONHEÇA NOSSOS CURSOS