Compartilhe!

Onde foi parar o Marido?

article-0-0F29F4AE00000578-605_468x286

Há poucos dias conversava com uma colega de trabalho a respeito da necessidade dos maridos participarem mais das tarefas que envolvem a educação dos filhos. Ela então decidiu mostrar-me seu Facebook. Para minha surpresa em quase todas as fotos, inclusive da área de trabalho de seu computador, apareciam somente ela e o filho. Imediatamente eu perguntei: – Onde foi parar o seu marido? Com um misto de riso e espanto ela me respondeu com outra pergunta: – Como assim? Eu disse para ela: – Até aqui todas as fotos que você me mostrou, inclusive as selfies, são de uma família monoparental! Parece que a ficha caiu e ela, inocentemente, me disse: – O meu marido fala a mesma coisa. Ele diz que depois que tive filho é como se ele não existisse mais.

Pode ser que alguém que lê este artigo esteja rindo de si mesma e de sua situação, pois é assim que acontece em muitas famílias, boas famílias. Esqueci de dizer que o filho dela já não é mais um bebê, longe disso.

Não caia na armadilha da paternidade centralizada nos filhos. Ela é extremamente perigosa, às vezes mortal para o casamento. Expressões do tipo “Filhos são pra toda vida, marido não” nascem de um equívoco social e de uma estratégia sutil de desqualificar a figura do pai que, já esta comprovado, é fundamental para o desenvolvimento emocional saudável da criança. Acha que estou exagerando? Lembre de alguns filmes e perceba se não é a figura do pai a que sempre determina o comportamento, reações, destino e até mesmo a relação afetiva dos filhos (Armagedon, Ferias no Trailler, Duas Vidas, Procurando Nemo, O Dia depois de Amanhã, etc.)

Mamãe traga seu marido novamente para ser protagonista e figura constante em suas fotos com seus “bebês”. No final das contas você vai descobrir que filhos não são “prá” vida toda. Eles vão achar o caminho deles, o amor deles, terão seus próprios filhos. E não será ótimo se um dia você e seu companheiro estiverem vivendo juntos a linda experiência de terem educado filhos com um forte senso de unidade familiar construído ainda na tenra infância deles.

Deus os abençoe.

Dinart e Norma Barradas
Diretores dos cursos de Paternidade.

CONHEÇA NOSSOS CURSOS