Compartilhe!

Etiqueta social na refeição com os filhos – Parte I

Imagem ilustrativa.

Etiqueta social na refeição com os filhos
Parte I

Por Karine Rizzardi*

 

É provável que quando você leu o título dessa matéria deva ter pensado que deve ser aquelas coisas básicas que todo pai e toda mãe ensinam aos seus filhos, do tipo diga sempre “por favor e obrigado”, mastigue sem barulho e boca fechada, não apóie o braço na mesa e elogie a cozinheira. Essas dicas são importantes, mas não é o foco da matéria.

Um dos melhores elogios que você pode ouvir acerca de seus filhos é “Que filho comportado você tem”. Isso é importante porque este tipo de elogio retrata o resultado do treinamento correto dos pais em relação as atitudes sociais, sem contar que é uma demonstração de cortesia, polidez e respeito para com os outros.

Estive pensando que muito nos é ensinado sobre como devemos nos comportar socialmente com outras pessoas que estejam fora da família, mas será que os pais explicam como devemos nos comportar quando estamos sem platéia e que forma devemos agir com os membros de nossa casa? Independente da idade em que seus filhos estejam, é necessário lhes passar a mensagem subliminar que cuidar dos membros da própria família é tão ou mais importante que as pessoas que são de fora, pois o reflexo do que fazemos em casa será o reflexo feito para a vida. Regras de etiquetas nunca são demais para quem quer saber se portar.

Para tal, vamos avaliar algumas orientações e o que elas ensinam para nós? Lendo-os você poderá observar se essas regras estão sendo aplicadas na sua casa ou não.

Eu retirei essas dicas dos registros de Gary Ezzo (autor dos cursos de Paternidade da Universidade da Família):

Orientação 1: Ninguém começa comer até que os donos da casa se sentem.
O que ensina: Respeito para com aquela pessoa que é figura de autoridade

Orientação 2: Os pedidos comuns como: “Passa a batata” não serão aceitos. Somente pedidos específicos são aceitos, tais como: “Mamãe, poderia passar a batata, por favor?”
O que ensina: Demonstrar cordialidade pela forma de se dirigir as pessoas

Orientação 3: Ninguém deve sair da mesa antes que todos tenham terminado a refeição.
O que ensina: Respeito pelo outro.

Orientação 4: Para se retirarem, os filhos devem pedir autorização para o pai ou a mãe
O que ensina: Repeito pela autoridade maior da casa.

Na próxima semana estaremos dando continuidade a esse tema. Fique atento e lembre-se que a leitura sem hábito da prática torna inútil o aprendizado.

 

*A autora é psicóloga especialista de casais e família.

 

 

CONHEÇA NOSSOS CURSOS