Compartilhe!

Enfrentando os Desafios com Autoridade

Imagem ilustrativa.

“Por causa do Senhor, sujeitem-se a toda autoridade constituída entre os homens;
seja ao rei, como autoridade suprema” (1 Pedro 2:13)

 

Enfrentando os Desafios com Autoridade.

Os primeiros desafios à liderança de Moisés começaram depois que os Israelitas saíram do Egito e enfrentaram o Mar Vermelho. O povo estava com medo ao ver Faraó e seu exercito vindo atrás deles. Quando olharam para frente, lá estava o Mar Vermelho. Começaram a reclamar. Moisés teve então o seu primeiro desafio e Deus lembrou a Ele que ele tinha recebido autoridade. Deus lhe disse para se levantar e agir, que Ele lhe daria vitória novamente. Ele confirmaria que Moisés era líder escolhido e levaria o povo até a Terra Prometida. Moisés estendeu a mão e o Mar Vermelho se abriu.

Em Êxodo 14:15 temos uma frase poderosa: “Disse o Senhor a Moisés, Por que clamas a mim? Dize aos filhos de Israel que marchem.” Já que ele estava na liderança, não havia tempo para clamor. Era tempo de agir e levar o povo até o seu destino. Deus estava dizendo a Moisés para usar sua autoridade.

O início da liderança é quando o líder começa a usar a autoridade que Deus lhe deu. O teste é confiar em Deus e usar esta autoridade divina da forma correta. Este uso correto da autoridade depende muito da compreensão da autoridade divina. A coisa mais importante para um líder não é o quanto ele pode realizar usando a autoridade ou poder, mas a sua compreensão da autoridade e do poder divinos. No inicio da liderança, o líder que compreende o que é autoridade vai submeter-se à outra autoridade. Uma pessoa terá mais autoridade se submeter-se à autoridade divina. Submissão gera proteção e cobertura. 

Ação Prática para o Sucesso:

1º – Reconheça as autoridades

Quando o Apostolo Paulo encontrou com Jesus Cristo, ele compreendeu o que era autoridade. “Quem és tu” Ele basicamente estava tentando estabelecer autoridade, ou a linha de autoridade. Uma vez estabelecida à autoridade, Paulo imediatamente responde: “Que queres que eu faça”? Ele submeteu-se à autoridade – ele não se preocupou mais com sua própria agendaem Damasco. Quem esta acima de você, para quem você tem que fazer essa pergunta “Que queres que eu faça”? Se você é o fim faça a mesma pergunta a Deus. O líder precisa estar sob autoridade do Senhor e humana, este é o fator mais importante em uma vida ministerial.

2º – Morrer pra si mesmo

Uma pessoa ou líder só entende o que é autoridade quando se dispõe a morrer para si mesmo antes de dar o passo para cumprir o chamado de Deus para sua vida. No inicio da vida do líder, o desafio é, em vez de morrer, tentar sobreviver, lutar, demostrar e provar. Ao contrario de tudo isso, pode-se exercer poder e autoridade através da morte. Quanto mais morremos para nós mesmo, mas Deus Se revela através de nós. Morrer para si mesmo e desejar colocar-se sob a cobertura de outros. Isto leva a instrução, direção, correção, desafios e encorajamento. Tudo isto é resultado de estar sob cobertura a fim de usar corretamente a autoridade.

3º – Mentoriamento

O que molda o ministério do líder é a maneira como esse líder usa sua autoridade no inicio de seu ministério. Alguns abusam dela. Outros há usam muito pouco. Vários a usam incorretamente. Às vezes o líder nega a autoridade. É aqui que os lideres precisam de mentores. Eles precisam de orientação e estimulo. É preciso muito equilíbrio neste ponto. Além do cuidado paternal apostólico, é preciso haver orientação profética durante este estagio inicial de liderança.

4º Posição e autoridade

A primeira característica óbvia do inicio da liderança de Davi foi a sua vontade de confiar no Senhor. Davi não procurava posição, mas estava pronto para trabalhar sob unção. Neste contexto existem dois fatores: o primeiro é a posição e o segundo a autoridade do ofício. Davi não tinha a posição de rei, mas ele tinha autoridade de rei. A unção de Deus estava sobre ele. Ele tinha autoridade. Ele disse que não ia enfrentar o gigante simplesmente devido à sua posição. Ele enfrentaria o gigante por causa do ofício ao qual Deus o tinha chamado e a unção estava sobre ele. Muitos esperam ter a posição antes de agir por Deus – mas a unção e a autoridade estão com a pessoa desde que ela aceita o chamado. Eles podem até lutar por uma posição, e correr o risco de perder a unção de Deus.

5º Usando da sua autoridade

Davi não usou a armadura ou espada de Saul. Ele usou o que tinha: pedras, um bodoque e a sua experiência. Uma das tentações no inicio do ministério é tentar copiar outros lideres ou dizer que não faz por falta de apoio ou estrutura. Isto é perigoso e é assim que o inimigo tentou desviar o propósito de Deus na vida de Davi. Deus já te chamou e o capacitou a usar o que tem, use de sua autoridade para transformar vidas, você não precisa de mais nada. Não fique esperando por outras armas, a que tem é suficiente. Peça ao Senhor discernimento e sabedoria para utiliza-las e seja um líder de sucesso.

Próximo Ensino – Serviço e chamado à liderança. 

“O chamado de um líder é para humilhar-se sob a mão do Senhor, para que Deus o exalte e erga para cumprir seu propósito ou para aquilo que Deus deseja de sua vida.”

 

Deus os abençoe.

 

CONHEÇA NOSSOS CURSOS